Arquivos da categoria: Diversos

Depressão e transtorno bipolar

A depressão está descrita entre os transtornos de humor, onde a alteração fundamental é de ordem afetiva, seja para mais, elação, ou para menos, depressão (com ou sem ansiedade). As alterações de humor estão associadas à mudança geral no nível de atividade da pessoa e os outros sintomas associados vêm como conseqüência destes.

Na depressão a pessoa sofre de humor deprimido, perda de interesse e prazer em coisas que anteriormente lhe traziam alegria, energia reduzida e conseqüente aumento de cansaço em tarefas às vezes mínimas, dificuldade de concentração e de atenção, diminuição da produtividade, auto-estima e auto-confiança reduzidas, idéias de culpa, de inutilidade, visão deslocada e pessimista a respeito do futuro, idéias e atos autolesivos ou de suicídio, sono perturbado e apetite alterado, normalmente com perda de peso.

A depressão é diferente da tristeza que normalmente todos nós podemos experimentar. Mas, se os sentimentos ficam constantes e interferem na vida social, familiar e profissional da pessoa, estamos diante desta doença. A pessoa tem consciência dessa diferença, às vezes há isolamento e perda de interesse por tudo. Algumas pessoas deprimidas procuram se ocupar para não perceber ou para evitar o que estão sentindo, ou ficam muito bravos, irritadiços, mal humorados, insatisfeitos com tudo e impacientes.

O transtorno bipolar, apesar de menos freqüente, também é um transtorno de humor. Neste, há alternância cíclica entre episódios depressivos e de mania ou euforia nos casos menos graves, com períodos de estabilidade entre eles. Às vezes, o paciente não percebe que seu comportamento está alterado e por isso a família e os amigos são importantes para reconhecer os sintomas e encaminhar o paciente para tratamento.

Na mania ou euforia, há aumento da energia, exaltação do humor e até irritação sem causa que justifique. Os comportamentos se alteram, a pessoa pode trabalhar demais, ou comprar demais, falar excessivamente alto, etc, atribuindo a alteração a algum fator do momento ou da situação. Sua capacidade de julgamento e de avaliar as situações, seu senso crítico estão prejudicadas e isto pode lhe causar graves constrangimentos.

Estudos têm mostrado que os transtornos de humor respondem bem aos tratamentos e, se diagnosticados precocemente, tendem a não se agravar. Uma combinação de medicamentos e psicoterapia deve ser usada. A família é de extrema importância no tratamento destes casos pois com o entendimento destes o paciente terá o apoio e a compreensão de que necessita para aumentar a possibilidade de uma vida futura mais produtiva e feliz.

Se você tem estes sintomas ou se eles aparecem em alguma pessoa da sua família, procure ajuda. A hipnoterapia é de grande ajuda nesses casos.

Faça terapia e viva melhor.